Aibnb providencia no sentido de apoiar os anfitriões afectados pelos cancelamentos

Foram 50 milhões de USD que a Airbnb conseguiu para apoiar anfitriões afectados por cancelamentos, tentando, deste modo minimizar os consequentes prejuizos.

A consciencialização mundial sobre o coronavírus (COVID-19) mudou drasticamente quando a Organização Mundial de Saúde declarou uma pandemia global a 11 de Março de 2020.”, refere a nota de imprensa


E na referida nota é feita a história de todos os passos dados pela organização para encontrar soluções que “reduzam o impacto na nossa comunidade. Na segunda-feira, anunciámos várias iniciativas e políticas importantes, incluindo 250 milhões de USD para ajudar os anfitriões de alojamentos afectados pelos cancelamentos relacionados com o COVID-19”.

E na mesma nota pode ver como funciona este mecanismo de recuperação ou não de verbas já investidas.

Veja como funciona:

Para uma reserva ser elegível de acordo com a nossa política de circunstâncias atenuantes, tem de ser para alojamentos e efectuada até 14 de Março com um check-in entre 14 de Março e 31 de Maio de 2020.
Neste caso e se uma reserva estiver coberta:

    “Os hóspedes poderão cancelar para receber um reembolso completo pelas circunstâncias relacionadas com o COVID-19.”

Neste caso a Airbnb pagará 25% do que teria recebido por um cancelamento com base na sua política de cancelamento.
Por exemplo, se normalmente receberia 400 USD através da sua política de cancelamento, “pagar-lhe-emos 25% desse valor, ou seja 100 USD, lê-se na mesma nota

 A Airbnb enviará  “um e-mail com mais detalhes no início de Abril aos anfitriões que estão a receber um pagamento.

Os futuros pagamentos do fundo terão lugar mensalmente “aos anfitriões com cancelamentos qualificados.”

    Esta política também será aplicada retroactivamente, “incluindo quaisquer cancelamentos que possa ter tido desde 14 de Março.

Para reservas feitas até 14 de Março com um check-in após 31 de Maio, segundo a Aibnb a incerteza persiste pelo que “nas próximas semanas, pediremos aos anfitriões e hóspedes que consultem estas reservas e optem por cancelar ou voltar a comprometer-se com a reserva”.

Por fim e  para quaisquer reservas feitas após 14 de Março, “a política de cancelamento estará em vigor como habitualmente e as circunstâncias atenuantes relacionadas com o COVID-19 não serão aplicadas.”

Pergunta-se qual a importância da data de 14 de Março.
Esclarecemos: “Em resposta à declaração da doença como uma pandemia global por parte da OMS, essa é a data em que anunciamos a cobertura de acordo com a nossa política de circunstâncias atenuantes para situações relacionadas com o COVID-19.”

O Airbnb, consciente das muitas dificuldades que muitos enfrentam no momento esclarece que “estamos a trabalhar dia e noite para o ajudar”.

O nosso apoio de 250 milhões de USD virá inteiramente da Airbnb sem nenhum custo para o hóspede e esperamos que o aceite como uma demonstração de compromisso com os nossos anfitriões.

#EstamosON

Corona - Covid19

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Publicidade

Actualidade