Eduardo Miranda analisa a evolução do Alojamento Local

O “boom” turístico dos últimos anos impulsionou a expansão do Alojamento Local (AL) no país afirma o presidente da Associação do Alojamento Local em Portugal (ALEP)


Segundo o presidente da ALEP, o negócio está de boa saúde, embora a entrar numa fase de maturidade.

Em entrevista  Eduardo Miranda destacou entrevista, que o "mercado já percebeu que o AL não é uma galinha dos ovos de ouro” e que “dá muito trabalho”, salientando que, de qualquer modo “não podermos estar sempre a mudar as regras do jogo por interesses político partidários a cada eleição.


A actividade das casas inscritas no AL já é “responsável por metade do turismo na capital,” que recentemente aprovou  um novo Regulamento.

Este diploma, que tem sido objecto de alguma polémica, estabelece a proibição de novas licenças em seis zonas consideradas de "contenção absoluta", áreas onde entre estabelecimentos de AL e o número de fogos de habitação é igual ou superior a 20%.

No entanto e independentemente das medidas de suspensão, Eduardo Miranda salienta o facto de “o crescimento de novos registos” em Lisboa ter “abrandado muito”, como “resultado do ajuste entre procura e oferta”.

Fim do Ano

Fim do Ano

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Publicidade

Actualidade